O Instituto Pólis é uma ONG (Organização Não Governamental) de atuação nacional e internacional. Fundado em 1987, o Pólis atua na construção de cidades justas, sustentáveis e democráticas, por meio de pesquisas, assessoria e formação que resultem em mais políticas públicas e no avanço do desenvolvimento local.

Incineração: uma saída cara e perigosa

Resíduos Sólidos, Inclusão e Sustentabilidade
16 de maio de 2017

Especialista do Instituto Pólis desmente mitos sobre incineração após presidente da Sabesp cogitar a técnica como parte da gestão de resíduos sólidos

Recentemente, o presidente da Sabesp, Jerson Kleiman, afirmou que a companhia de saneamento básico de São Paulo estuda usar a incineração como técnica de tratamento de resíduos sólidos, classificada como uma alternativa aos aterros sanitários.

Porém, a incineração não é uma técnica sustentável. É justamente o contrário: é cara e perigosa. Em entrevista à Folha de S. Paulo, Elisabeth Grimberg, coordenadora da área de Resíduos Sólidos do Instituto Pólis afirmou que a incineração “gera cinzas tóxicas” que causam prejuízos à nossa saúde e ao meio ambiente.

Clique aqui para ler a íntegra da matéria de Mara Gama na Folha de São Paulo

Créditos da foto: Agência de Notícias das Favelas

Anterior / Próximo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *