O Instituto Pólis é uma ONG (Organização Não Governamental) de atuação nacional e internacional. Fundado em 1987, o Pólis atua na construção de cidades justas, sustentáveis e democráticas, por meio de pesquisas, assessoria e formação que resultem em mais políticas públicas e no avanço do desenvolvimento local.

Descubra as diferentes cidades na cidade de São Paulo

desigualdade1
Cidadania Cultural, Cineclube e Mídias, Convivência e Paz, Democracia e Participação, Desenvolvimento Econômico Local, Inclusão e Sustentabilidade, Participação Cidadã, Resíduos Sólidos
30 de janeiro de 2017

Observatório Cidadão permite analisar indicadores sociais de diferentes regiões de São Paulo

No Itaim Paulista, a taxa de mulheres internadas por agressão é maior do que, por exemplo, na Vila Mariana. Em Perdizes a taxa de homicídio juvenil é menor do que no Campo Limpo. Essas e outras informações podem ser lidas através dos indicadores reunidos na plataforma do Observatório Cidadão, desenvolvida pela Rede Nossa São Paulo.

Foram elaborados mais de 100 indicadores sociais, ambientais, econômicos, políticos e culturais sobre a cidade de São Paulo e suas 32 subprefeituras, que oferecem um panorama sobre a situação de cada região e permite realizar algumas comparações. Alguns dos dados fazem parte do Mapa da Desigualdade, também realizado pela Rede Nossa SP.  Este revela, por exemplo, que a possibilidade um jovem ser vítima de homicídio no Campo Limpo é 16 vezes maior do que na Vila Mariana. Já entre o distrito de Marsilac e Moema, o risco é 42 vezes maior no primeiro.

O indicador sobre agressão contra a mulher, do Observatório Cidadão, é feito da seguinte maneira: o número de internações de mulheres, entre 20 e 59 anos, causadas por possíveis agressões, dividido pela população total de mulheres nessa faixa etária, então o valor multiplica-se por 10000. Quanto maior o índice, mais agressões às mulheres naquela região. Em 2015, Itaim Paulista apresentou um indicador de 16,83, enquanto Vila Mariana, 0,174.

A mesma lógica segue o indicador sobre homicídios de homens jovens. Porém, a faixa etária analisada aqui é entre 15 e 29 anos. No Campo Limpo, o índice apresentado foi de 10,44, enquanto em Perdizes, 0,779, isso em 2014.

O Observatório traz também indicadores como número de leitos hospitalares, áreas verdes e renda média, dentre diversos outros.

Clique aqui para acessar gratuitamente o Observatório Cidadão

Imagem destacada: Tuca Vieira

 

Anterior / Próximo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>