O Instituto Pólis é uma ONG (Organização Não Governamental) de atuação nacional e internacional. Fundado em 1987, o Pólis atua na construção de cidades justas, sustentáveis e democráticas, por meio de pesquisas, assessoria e formação que resultem em mais políticas públicas e no avanço do desenvolvimento local.

Manifesto: Eleições gerais já e reforma política urgente!

Participação Cidadã, Democracia e Participação
2 de junho de 2017

Diversas organizações da sociedade civil, dentre as quais se encontra o Pólis, lançaram manifesto que exige a soberania do povo brasileiro na resolução da crise atual. O documento está aberto para novas adesões de coletivos, movimentos sociais e entidades da sociedade civil. 

Confira a íntegra do manifesto e inclua sua assinatura:

Eleições gerais já e reforma política urgente!

As recentes e explosivas delações só reafirmam a apropriação do Estado por grandes grupos econômicos, em acordo com boa parte de políticos e partidos. 

Sob um olhar mais alargado, livre da indignação imediata, vivemos um momento positivo que nos permite compreender a promiscuidade entre o setor privado e o público e os esquemas que, na prática, fazem do estado brasileiro uma ferramenta para o enriquecimento de poucos e uma eficiente máquina de concentração de renda. 

Não é por outro motivo que amargamos vergonhosa colocação entre os países mais desiguais do mundo e a grande maioria da população brasileira não tem condições dignas de vida. Um contrassenso frente ao potencial de um país cuja liderança tem sido incapaz de, minimamente, distribuir suas riquezas. 

Surge agora uma oportunidade de mudança que não pode ser perdida, como ocorreu em tantos outros momentos de nossa história. 

As acusações de corrupção atingem tanto o poder Executivo quanto boa parte do Legislativo – presidente, ministros, deputados e senadores. Não é plausível que um presidente envolvido em tamanhas e tão graves acusações permaneça no poder. E que o Legislativo, fartamente acusado e sem credibilidade, defina uma nova liderança da nação. 

Neste contexto, é fundamental buscar a legitimidade e a credibilidade de um governo e de um legislativo eleitos diretamente pela população. E avançar em uma reforma política que crie as bases de um sistema moderno, que valorize a política e a participação da sociedade. Além da interrupção das reformas em andamento, que extinguem direitos importantes e precisam ser melhor debatidas com a sociedade.

Chegamos ao limite da tolerância: é o momento dos políticos e da elite brasileira pensarem menos em seus próprios interesses e mais nas necessidades e demandas de todos os cidadãos. 

Defendemos, portanto, eleições diretas já para a Presidência da República e para o Legislativo como a única forma de iniciar uma mudança nesta situação de maneira consistente. Sem esquecer de uma urgente reforma política, que estabeleça as regras de um novo sistema político eleitoral compatível com o novo momento do pais. 

Somente assim caminharemos na direção de uma sociedade justa e sustentável.

Secretaria Executiva da Rede Nossa São Paulo e do Programa Cidades Sustentáveis
Ação Educativa
Instituto Polis
Escola de Governo
Pastoral Fé e Política da Arquidiocese de São paulo
Pastoral da Educação da Arquidiocese de São Paulo
Centro Santo Dias de Direitos Humanos da Arquidiocese de São Paulo

Clique aqui para incluir sua organização, movimento social, coletivo ou entidade entre os assinantes do documento.

Anterior / Próximo

Uma resposta em “Manifesto: Eleições gerais já e reforma política urgente!

  1. Vivemos num beco sem saída , onde chegamos no gargalo da falta de ética e da moral e têm seus princípios desmontados, para mim tanto faz quem governa as instituições, pois todos estão atrelados a esse sistema da falta de vergonha dos políticos que pensam somente em seus interesses próprios.
    ” A sociedade que se dane “

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × um =